Jornada da Educação

“Para qual mundo estamos preparando nossos alunos?”

Marisa Menezes e Elizabeth Barros

Nos dias 3, 4 e 5 de março, a Escola Americana da Campinas (EAC) sediou a IX Jornada de Educação – Unidade na Diversidade.

 

O sentido de “Unidade na Diversidade” nos remete ao real conceito da escola inclusiva. Nela, a aprendizagem tem ritmo e motivação próprios; a meta principal é a compreensão conceitual profunda em lugar de mera preparação para avaliações. Nessa escola, o erro faz parte do processo de construção do saber e a mescla de talentos e perspectivas, que faz com que cada mente seja única, dá à educação um sentimento forte de prazer pela descoberta do conhecimento.

 

A escola que imaginamos abraça a tecnologia, não pela tecnologia em si, mas como meio de melhorar a compreensão conceitual profunda, tornar a educação de qualidade relevante e ser parceira do professor no processo de comunicação, diferenciação e personalização eficaz para alunos aquém ou além do coerentemente planejado.

 

Métodos de ensino, acompanhamento detalhado do processo educacional e avaliação são, certamente, importantes como em qualquer escola. Porém, muito mais importante do que qualquer conjunto particular de métodos e abordagens é o princípio fundamental de que a educação precisa ser continuamente adaptada e aperfeiçoada num mundo em constante transformação. Isso nos apresenta o seguinte dilema: “Para qual mundo estamos preparando nossos alunos?”

https://sites.google.com/a/eac.com.br/ixjornada2016/home

 

A Jornada de Educação foi idealizada nos idos de 2007 pela Sra. Darcy Sullivan, diretora do  Programa Brasileiro da Escola Americana de Brasília (EAB) e, desde então,  ela vem acontecendo a cada ano e conta  com a presença de profissionais das áreas de Lingua Portuguesa e Literatura em língua portuguesa, História e Geografia do Brasil, além dos diretores brasileiros das outras escolas americanas.

 

Neste evento de 2016, como sempre tem acontecido, estiveram presentes representantes das escolas que fazem parte da AASB (Association of American Schools of Brasil ): Porto Alegre, Curitiba, São Paulo – Graded, Chapel e PACA -  Rio de Janeiro – EARJ e OLM, Belo Horizonte, Bahia, Recife e Brasília. 

 

A Our Lady of Mercy School foi representada por Elizabeth Barros e Marisa Menezes.

 

Três palestrantes tiveram atuação de suma importância pela relevância de sua fala:

 

Mário Sergio Cortella: Professor titular na PUC-SP (onde atuou por 35 anos: de 1977 a 2012). Possui Mestrado e Doutorado em Educação.  "A EDUCAÇÃO E A EMERGÊNCIA DE MÚLTIPLOS PARADIGMAS: novos tempos, novas atitudes"

 

Lee Watanabe-Crockett:  O Sr. Crockett é um otimista. Ele acredita num futuro brilhante e em nossa habilidade de construí-lo em conjunto através da conexão e da empatia. "LITERACY IS NOT ENOUGH: What are the skills students need to survive and succeed in the digital age, and how can we ensure our students leave school with them?".

 

Ivan Roberto Capelatto: Mestre em Psicologia Clínica pela PUCCAMP Professor-convidado do Curso de Medicina da Família e da Comunidade da Faculdade de Medicina da UNICAMP ; Supervisor e professor do GEIC de Londrina- PR (grupo de estudos e pesquisas em psicopatologias da família, da infância e da adolescência).  "CUIDADOS NA SOCIEDADE DO SÉCULO XXI"

 

Houve vários Job-Alikes -  encontros de professores de áreas e níveis comuns nos quais ocorrem trocas de experiências didáticas.

 

Entre os 14 workshops oferecidos, destacaram-se:

 

A IMPORTÂNCIA E RELEVÂNCIA DAS ESTRATÉGIAS DE LEITURA NA SALA DE AULA

 

O principal objetivo do workshop foi fornecer ideias e ferramentas relacionadas às estratégias de leitura que capacitem professores brasileiros em suas aulas de Português.

 

ESTUDO DE ÉTICA NO AMBIENTE ESCOLAR

 

A partir do conhecimento teórico, leitura de textos, vídeos e estudos de casos, o workshop visou a apresentar um projeto cujo objetivo é estimular a discussão sobre Ética entre alunos e educadores.

 

Marisa Menezes

image (1).jpeg